marketing na indústria farmacêutica
Piattino Health

Marketing na indústria farmacêutica: 4 mitos e verdades

O marketing na indústria farmacêutica tem as suas peculiaridades.

Por isso, na hora de criar um planejamento estratégico de marketing, é essencial estudar muito sobre o assunto. 

Dessa forma, você evita equívocos e problemas que podem afetar a sua empresa.

Nesse sentido, sabemos que existem muitos mitos que permeiam o universo do marketing na indústria farmacêutica.

Quer saber quais são eles? 

Venha conosco e entenda tudo sobre o marketing na indústria farmacêutica. Boa leitura!

1. Fazer marketing na indústria farmacêutica é fácil

Mito. O marketing na indústria farmacêutica tem os seus desafios. 

Afinal, como vimos, ele tem as suas características próprias — isso não acontece com outros nichos de mercado.

O principal desafio é criar um planejamento estratégico dentro das regulamentações exigidas.

Assim, é importante saber que a Agência Nacional de Saúde (ANVISA) tem regras muito claras e bem rígidas com relação à publicidade e propaganda de medicamentos.

Portanto, antes de criar o seu planejamento, vale a pena estudar e entender mais sobre o assunto, está bem?

2. É preciso adaptar a linguagem da marca

Verdade. Para atender bem o seu público, é fundamental conhecê-lo bem e investir na linguagem mais adequada.

Dessa forma, fica mais fácil atrair o seu público e torná-lo um consumidor fiél.

Na indústria farmacêutica, muitas vezes, trabalhamos com nomes técnicos e de difícil compreensão.

Então, se o seu público for business to consumer (B2C), procure investir em uma linguagem descomplicada.

Por isso, defina o tom de voz e adéque a linguagem da marca para facilitar a compreensão do seu público. 

Assim, fica mais fácil criar uma boa autoridade de marca e se relacionar bem com o seu cliente.

3. Não preciso me preocupar com a fiscalização no marketing na indústria farmacêutica

Mito. Como vimos, a indústria farmacêutica tem uma fiscalização muito rígida.

Afinal, o setor é constantemente monitorado por agências governamentais que precisam garantir a segurança do consumidor.

Então, toda a comunicação precisa ser pensada com cuidado. 

Não induzir a automedicação e basear os conteúdos em textos puramente científicos e comprovados são algumas ideias.

>> Leia também: Por que investir no marketing digital médico?

4. O marketing farmacêutico é desafiador

Verdade. Afinal, é preciso muita expertise para elaborar um planejamento adequado às normas vigentes e, ao mesmo tempo, que conquistem um público fidelizado.

Afinal, estamos lidando com pessoas que podem estar doentes fisica e mentalmente. 

Então, como promover uma comunicação para levar mais esperança e qualidade de vida para essas pessoas?

Esse é apenas um exemplo para ilustrar alguns desafios do profissional do marketing na indústria farmacêutica.

Gostou de aprender mais sobre os mitos e verdades sobre o marketing na indústria farmacêutica?

Se sim, toque aqui e leia o nosso conteúdo sobre Marketing para médico: o que é e por onde começar?

Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *