estratégia de negócios
Piattino

Como definir uma estratégia de negócios? Veja 8 dicas

Um dos principais objetivo das empresas é alcançar os objetivos traçados. Para isso, existe uma série de ferramentas que podem ajudar. Afinal, precisamos considerar que a competitividade no mercado está, a cada dia, mais acirrada. Assim, somente as marcas com uma excelente estratégia de negócios conseguem se sobressair e se destacar.

No entanto, sabemos que implementar uma estratégia de negócios não é uma tarefa das mais fáceis. Assim, é preciso considerar alguns fatores para colher resultados positivos. 

Quer aprender mais sobre o assunto? 

Continue conosco, pois preparamos este post com dicas que te ajudarão a definir uma estratégia de negócios mais eficiente. Vamos lá?

1. Trace o perfil do seu público

“Para quem eu desejo aparecer?”. 

Responder essa questão é extremamente importante porque ela definirá o seu público-alvo. 

Assim, definir o seu público é uma das técnicas mais eficientes para implementar a estratégia de negócios.

Afinal de contas, muitas empresas não conseguem ter sucesso em suas ações simplesmente porque o seu público não foi previamente determinado.

Portanto, entenda as características do seu público, bem como seu comportamento e, principalmente, suas demandas. Este último, inclusive, precisa ser definido com bastante atenção. 

Isso porque, os produtos e serviços que você oferece precisam suprir as reais necessidades do consumidor. 

2. Analise os seus concorrentes

Analisar e monitorar os seus concorrentes é uma estratégia fundamental para que a sua estratégia de negócios seja desenvolvida. 

Dessa forma, verifique os serviços e produtos, como eles são divulgados, qual a relação dos seus concorrentes diretos com os clientes etc. 

Monitorar não é copiar as ideias, ok? Mas elas podem servir de parâmetro para entender como a sua empresa está com relação à inovação e outros fatores.

Lembre-se: quanto mais cedo você identificar as ações dos seus concorrentes, mais rápido você conseguirá ajustar a sua estratégia de negócios. 

Dessa forma, você não deixa que os concorrentes ganhem espaço. 

>> Leia também: 5 dicas para lidar com os seus concorrentes.

3. Determine os objetivos

Uma das dicas mais importantes para que você implemente uma estratégia de negócios é determinar os objetivos da sua empresa. 

Aqui, o foco é elaborar vários objetivos para os diferentes setores da sua empresa. 

No entanto, esses objetivos, por mais altos que possam ser, precisam ser atingíveis. Afinal de contas, não adianta criá-los se eles não podem ser alcançados, não é mesmo?

Não se esqueça que os seus objetivos precisam seguir algumas recomendações. Assim, eles devem ser:

  • específicos;
  • alcançáveis;
  • mensuráveis;
  • relacionados ao tempo; e 
  • realistas. 

Além disso, é importante incluir outros fatores, como a alocação dos recursos, KPIs e os requisitos no orçamento. 

4. Faça a análise de SWOT para elaborar uma boa estratégia de negócios

A análise SWOT é uma metodologia que foi criada pelos professores da Harvard Business School, Kenneth Andrews e Roland Cristensen.

Ela é muito utilizada por diversas empresas, dos mais variados nichos mercadológicos devido à sua eficiência.

SWOT é a sigla de Strengths (força), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças).

Portanto, ela é uma técnica que prevê fazer uma análise completa sobre o seu negócio.

Afinal, ela cruza importantes dados e informações tanto do ambiente interno quanto do externo.

Assim, conseguimos perceber que a análise de SWOT é uma ferramenta que auxilia na avaliação do ambiente externo (ameaças e oportunidades) e do ambiente interno (fraquezas e forças). 

Dessa forma, ela se faz necessária na hora de desenvolver uma estratégia de negócios eficiente.

Abaixo, elencamos alguns exemplos que devem ser analisados em cada aspecto. Confira!

  • Força: ótima reputação no mercado, produtos e serviços que tenham um valores agregados e, assim, sejam diferenciais competitivos etc.;
  • Fraquezas: investimento reduzido em tecnologia, limitação de recursos, dificuldade na obtenção de insumos básicos etc.;
  • Oportunidades: certos projetos de lei que sejam benéficos para o setor no qual a sua empresa atua, tecnologias mais modernas, tendência de elevação nas taxas de consumo, dentre outros.
  • Ameaças: inflamação acima dos níveis, taxa de desemprego em constante crescimento, novos concorrentes no mercado etc.

5. Avalie a relação custo x benefício

Vale considerar, inclusive, a relação custo-benefício do seu produto e serviço. 

Isso porque, o posicionamento daquilo que você oferece precisa estar de acordo com o mercado no qual ele estará inserido. 

Assim, é importante analisar qual é o perfil do seu consumidor e, assim, avaliar se o seu preço condiz com os benefícios do seu produto/serviço.

Afinal de contas, você precisa saber se os clientes estão dispostos a investir nas suas soluções. 

Porém, para isso, o custo-benefício precisa estar de acordo com o mercado atual. 

Dessa forma, você pode implementar uma estratégia de negócios mais eficiente e, acima de tudo, condizente com a realidade.

6. Tenha uma boa gestão financeira para ter uma boa estratégia de negócios

“O planejamento financeiro é um dos aspectos importantes para o funcionamento e sustentação de uma empresa, pois fornece roteiros para dirigir, coordenar e controlar suas ações na consecução de seus objetivos”, destaca Gitman.

Portanto, ter uma boa gestão financeira é mais que uma necessidade para as empresas: é uma obrigação para se manter ativa e saudável no mercado.

Portanto, quando uma empresa implementa uma estratégia de negócios tendo muita atenção com a gestão financeira, está dando um passo a mais para alcançar patamares maiores. 

Nesse cenário, de nada vai adiantar traçar objetivos se não houver dinheiro para “fazer acontecer”, concorda? 

Para isso, é essencial que você tenha uma ótima gestão financeira, justamente para gerir de forma adequada os recursos. Assim, as ideias poderão ser colocadas em prática.

Caso a sua empresa esteja no vermelho, o primeiro passo deve ser reorganizar o fluxo de caixa. 

Após isso, então, você poderá implementar a estratégia de negócios, já que ela e o planejamento financeiro estão intimamente relacionados. 

Além do mais, com um bom sistema de gestão financeira, você proporciona mais produtividade e maior redução de custos. 

7. Qualifique a sua equipe

Acredite: muitas empresas fecham as suas portas não na fase de elaboração das estratégias, mas, sim, na fase de execução. Inclusive, boa parte dessa fase pode ser creditada à sua equipe.

Assim, não adianta desenvolver a melhor estratégia de negócios se o time não for qualificado e não estiver engajado com a sua causa.

Dessa forma, promova capacitação profissional contínua, estrutura e benefícios para todos os membros da sua equipe.

De acordo com Dutra: “As organizações modernas estão cada vez mais preocupadas em direcionar os investimentos no desenvolvimento humano, de modo que eles agreguem valor para as pessoas e para a empresa”.

Dessa maneira, investir na qualificação profissional é extremamente importante e deve ser  visto como um investimento.

Afinal, quanto mais capacitados os colaboradores forem, melhor para agregar valor aos produtos e serviços para a sua empresa.

Além disso, isso melhora o clima organizacional como um todo. Afinal, os colaboradores se sentirão mais valorizados e contribuirão ainda mais para o sucesso da sua empresa. 

Além disso, procure trocar ideias entre os funcionários e estabelecer metas que sejam mais desafiadoras (porém, alcançáveis).

Uma dica importante aqui para entender melhor como está o clima organizacional da sua empresa é aplicar uma pesquisa de satisfação.

Assim, fica mais fácil entender a realidade do seu negócio na visão do seu colaborador. Da mesma maneira, fica mais fácil criar um planejamento de comunicação interna que faça realmente sentido para a sua empresa.

8. Mensure os resultados da sua estratégia de negócios

Após a implementação da estratégia de negócios, é importante mensurar os resultados. 

Assim, quando você os analisa, consegue identificar aquilo que está dando certo (ou não) e aprimorar as suas ações para alcançar os seus objetivos e metas. 

Dessa forma, você estará, continuamente, no caminho certo.

É importante que os gestores tenham em mente que monitorar uma estratégia de negócios não é algo fácil.

Por isso, é necessário que se busque meios alternativos para lidar com isso. No entanto, essa é uma tarefa imprescindível para qualquer líder que pretenda elevar o padrão de qualidade da sua empresa. 

Sendo assim, saiba que um dos maiores segredos para ter uma boa estratégia de negócios é aprender a se reinventar.

Ser criativo, elaborar ações inovadoras, atender bem o público, cuidar dos seus colaboradores… Todas essas atividades podem (e devem ser implementadas).

Porém, você só saberá se está no caminho certo se avaliar as métricas, desenvolver o gosto pela leitura de indicadores e se desenvolver uma visão mais analítica sobre os dados.

Então: teste, implemente e mensure. Aperfeiçoe as ações que não deram resultados e busque sempre a excelência nos seus produtos e serviços.

Assim, temos certeza que você conseguirá alcançar todos os seus objetivos.

Você gostou de aprender mais sobre como definir uma estratégia de negócios?

Se sim, aproveite e confira também o nosso conteúdo sobre a arte de transformar dados brutos em insights de negócios. Boa leitura e até o próximo conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *