Você sabia que a Netflix realiza testes A/B?

A Netflix é um serviço que iniciou em 1997 e conta com milhares de filmes e séries. Atualmente, é considerada a maior empresa do seu ramo, contando com mais de 60 milhões de usuários. São vários os motivos para o seu sucesso, incluindo os testes A/B. Você sabe o que é isso?

Os testes A/B são excelentes ferramentas para melhorar a conversão das suas páginas e, consequentemente,  os resultados da sua empresa. Assim, as estratégias são criadas baseadas na experiência do usuário, trazendo retornos significativos para o negócio.

Vamos aprender como a Netflix realiza testes A/B para ter algumas ideias para a sua empresa? Continue a leitura!

Veja como opera a Netflix com os testes A/B

Todo e qualquer produto ou serviço que a sua empresa oferece deveria passar pelos testes A/B. Isso deve acontecer desde mudança de layout de imagem até uma reformulação mais complexa no algoritmo).

Os testes precisam comprovar que o usuário tem uma boa experiência com a sua marca e também que as políticas e práticas não são baseadas de acordo com o que o dono da empresa acha. Assim, o cliente tem uma voz ativa dentro da sua organização — o que é essencial para gerar boas oportunidades de negócio.

Aprenda como funciona a metodologia

A Netflix cria um ou mais grupos de controle denominadas células. Uma delas é a “célula padrão” e que recebe a experiência que está acontecendo na versão atual do sistema.

O teste inicia com métricas (horas de streaming) e assim que alcança um número significativo de usuários para análise, compara-se a experiência dos grupos com a “célula padrão”.

Dessa maneira, é fácil compreender qual é a estratégia que atinge mais resultados em oferecer uma boa experiência ao cliente. Além disso, nessas etapas fica muito mais fácil entender os pontos negativos de cada estratégia.

Verifique quais são os testes de experimento

Quando um usuário entra na página inicial da Netflix encontra, de forma imediata, tudo o que pode assistir (isso é baseado no comportamento identificado — como é o caso tipos de filmes e aqueles que são marcados como preferidos).

A ideia é disponibilizar o conteúdo certo para cada perfil de usuário, que são agrupados por formatos, tipos e artes. Por exemplo, para você ter uma ideia, os testes realizados com a série “Sense8” apresentaram diferentes resultados dependendo do país em que as imagens eram apresentadas. Então, em cada localidade apresentam-se diferentes imagens do elenco.

Da mesma maneira, foi percebido que para a série “Orange is the new black” quanto mais personagens apareciam na tela inicial, melhores eram os resultados. Já para o “Dragons: Race do the Edge” era melhor apresentar os vilões. Interessante, não é mesmo?

Veja como são aplicados os testes

Contando com uma equipe experiente e qualificada de designers, a Netflix trabalha com diferentes páginas, ou seja: para alguns usuários apareciam o teste 1 e para outros o teste 2. Assim, analisa-se em quais grupos a conversão é maior.

Essas informações são cruzadas e são realizados novos testes, sempre com objetivo de tornar o catálogo cada vez mais atrativo e fazer com que os usuários se mantenham conectados com a Netflix.

Na atualidade, todas as empresas devem investir em testes A/B. Eles são importantes para conhecer melhor o perfil do público e para identificar as suas preferências com a sua marca. A Netflix aproveita os testes, com muito sucesso, para ganhar mais conversões ao seu catálogo, promovendo uma excelente experiência do usuário.

A sua empresa investe em testes A/B? Entre em contato conosco e veja como podemos melhorar a conversão das suas estratégias de marketing digital!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *