Você já ouviu falar no marketing existencial?

Marketing existencial é um livro escrito pelo filósofo Luiz Felipe Pondé. Inicialmente, pode parecer estranho um filósofo escrever sobre marketing, contudo, traz conceitos riquíssimos que podemos analisar para a nossa jornada de trabalho.

O marketing existencial fala, como o nome sugere, sobre a existência e retrata os percursos para que os empreendedores compreendam o chamado “consumidor de significados” — isso acontece porque as pessoas têm dúvidas com relação ao seu viver.

Vamos aprender mais sobre o assunto? Continue a leitura!

Entenda as angústias do mundo atual

No mercado de trabalho, encontramos diversas oportunidades para investir os nossos conhecimentos e as nossas estratégias. Isso gera, em muitas situações, sentimentos de agonia, angústia e incertezas — além disso, muitas pessoas (consumidores e empreendedores) sofrem de depressão.

Isso acontece, normalmente, porque o homo sapiens precisa de significados para sobreviver, indo além das necessidades básicas de alimentação e higiene. Então, há a reflexão de que mesmo com a transformação digital e a evolução de cada conceito que aprendemos, dificilmente sabemos o motivo de estarmos nesse mundo.

Veja o que são consumidores de significados do marketing existencial

Todas as pessoas são denominadas consumidores, tanto de produtos quanto de significados. Na busca constante pela qualidade de vida, esse consumo é caracterizado para nos proporcionar bem-estar físico, emocional, social, espiritual.

Assim, os bens invisíveis e os de significados são considerados a mesma coisa porque se entrelaçam e dão sentido a nossa vida. Por exemplo, quando realizamos uma viagem para um encontro de negócios empresariais, estamos contratando um produto (a viagem) e, ao mesmo tempo, o bem invisível de trazer retornos financeiros para a empresa, fazer networking, lucrar mais.

Compreenda a dependência das pessoas investirem em produtos que satisfaçam as suas necessidades

Há a constante dependência das pessoas buscarem sempre novos produtos e serviços que satisfaçam às suas necessidades e por muitas vezes, isso pode se transformar em isolamento e insegurança (principalmente quando investe no produto errado).

Por isso, o autor traz o conceito de branding existencial: quando as pessoas encontram marcas que confiam, tendem a comprar sempre dela. Isso acontece porque se familiarizam com a ideia, com o produto, com o atendimento e com o serviço prestado.

Dessa maneira, podemos afirmar que o consumidor recusa qualquer oferta que não proporciona o bem-estar, porque ele está sempre em busca de resolver os seus problemas, focando na saúde física e emocional. Por isso, em meio a tantas oportunidades, ele é obcecado em garantir a sua segurança material.

O marketing existencial torna as pessoas mais direcionadas para a busca da sua felicidade. O autor trabalha com os estágios da existência (estético, espiritual e ético) dando vários exemplos. Assim, a leitura é indicada para todas as pessoas que querem solucionar os desesperos dos consumidores contemporâneos.

O marketing existencial é um livro do filósofo Luiz Felipe Pondé que faz uma reflexão sobre o consumidor atual. Dessa maneira, traz insights importantes para os empreendedores entenderem que é necessário fazer um planejamento de marketing focado em criar significados mais duradouros para os seus clientes.

Com este post, você aprendeu o que é marketing existencial. Você gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e acompanhar os nossos artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *