O que devo fazer para gerar demanda dentro das normas do GDPR?

Sabemos que o GDPR entrou em vigor em 25 de maio de 2018, substituindo a antiga Data Protection Directive (DPD). A nova legislação traz mudanças na maneira de como as empresas coletam os dados, de acordo com a integridade, respeito e privacidade do usuário. Contudo, com tantas normas a serem seguidas, você sabe como gerar demanda dentro das normas do GDPR?

A sua empresa precisa investir na captação do fluxo de informações pessoais (leads) para alimentar o setor comercial e, ao mesmo tempo, não pode deixar de seguir as normas previstas na legislação.

Se você está nesse impasse, fique tranquilo! Vamos ensinar como gerar demanda dentro das normas do GDPR. Venha conosco!

Solicite autorização do lead

Ainda é possível investir nas estratégias de Inbound Marketing para a coleta de leads. A única diferença é que agora é necessário solicitar, claramente, na landing page, a autorização para a coleta dos dados do usuário.

Dessa maneira, o marketing precisa trabalhar com o consentimento explícito: não é permitido deixar a caixa pré-marcada ou o opt-in automático.

Tenha muita atenção com os dados pessoais

O Personally Identifiable Information (PII), também chamado de identificação pessoal é, como o nome sugere, os dados que identificam o usuário. Eles podem ser:

  • dados óbvios: endereço, localização por GPS e nome;
  • dados não óbvios: e-mail, mídias sociais e endereço de IP;
  • dados nada óbvios: cookies e dados anônimos.

Sendo assim, você não pode coletar nenhuma dessas informações sem o consentimento do usuário.

Dê autorização ao usuário para o cancelamento

Vamos supor que você seguiu as normas do GDPR e o usuário deu permissão para a sua empresa enviar e-mail marketing. Em todas as campanhas enviadas, é necessário ter a opção de cancelamento porque, assim que ele não quiser mais receber os materiais da sua empresa, é preciso parar imediatamente o envio.

Ele precisa ter o direito de ser esquecido pela sua organização.

Mantenha o gerenciamento do banco de dados atualizado

A ideia geral do GDPR é manter um padrão de responsabilidade nos coletores de dados. Assim, as organizações precisam saber que estão sendo monitoradas.

Então, o seu time de marketing deve manter os registros do gerenciamento de banco de dados atualizado, ou seja, é preciso atestar que eles são consensuais.

Por isso, estabeleça procedimentos de manutenção de banco de dados para ter a certeza de que todos os contatos que solicitaram o cancelamento, foram, de fato, removidos.

A nova legislação surge para proporcionar proteção de dados do usuário, atestando a sua privacidade. Isso significa que as empresas precisam seguir a regulamentação e saber como gerar demanda dentro das normas do GDPR. Contudo, não é preciso se desesperar! Com as ferramentas e o planejamento estratégico ideal, a sua empresa continua investindo no Inbound Marketing para crescer e gerar excelentes oportunidades de negócios.

Falando nisso, você sabia que nós, da Piattino, somos uma das únicas empresas da América Latina que segue as normas do GDPR? Quer entender mais sobre os nossos serviços? Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *