Como o novo marketing mudou a forma de vender?

Houve um tempo em que o processo de vendas era “simples”. Você tinha um determinado público, procurava por ele e então, mostrava as vantagens de seu produto ou serviço e efetuava a venda, na maioria das vezes. Mas com a era digital, tivemos o surgimento de muitas marcas e de grandes estratégias de marketing. As pessoas foram bombardeadas por campanhas e propagandas. Com isso, simplesmente demonstrar vantagens de um produto, já não é mais eficiente para vender! O novo marketing, conhecido como Inbound, nasceu da necessidade de um relacionamento mais estreito com as pessoas.

Hoje, as empresas que não mantiverem estratégias de vendas com base na atração, acabam tendo grandes dificuldades de manter sua lucratividade e sustentabilidade por maiores períodos de tempo. Mas antes de falarmos mais especificamente sobre a questão das vendas, temos que entender o que é o novo marketing!

Novo marketing (Inbound) é muito mais do que dar calendários aos clientes no final do ano!

Até alguns anos atrás, muitas empresas ainda acreditavam que oferecer calendários, agendas ou canetas a seus clientes, era uma estratégia de marketing altamente eficiente. Mas como todas as marcas passaram a fazer coisas parecidas, estas mesmas, caíram no limbo do esquecimento. Com a popularização do novo marketing, que é chamado de Inbound, tivemos uma melhora no contexto de uma maior preocupação com os clientes.

O novo marketing tem como característica principal a substituição da prospecção, do marketing direto, onde as pessoas são abordadas, muitas vezes sem a devida segmentação, por um modelo de atração, onde buscamos as pessoas que de fato tem interesse no que estamos oferecendo. É a substituição do fluxo do marketing, que antes partia da empresa para o cliente, e hoje mudou de direção.

Principalmente na internet, onde temos uma série de fatores muito mais complexos do que no mundo real, o novo marketing se mostra altamente eficiente!

O novo marketing alterou completamente a maneira como as empresas vendem e buscam novos clientes. Em praticamente todos os setores, há uma migração forte do modelo antigo para o novo. Em muitos casos, esta migração já está completa e as empresas que não a realizaram, estão aos poucos, ficando sem mercado.

É preciso entender que as pessoas estão cada vez mais rigorosas com o que compram e que a concorrência atingiu níveis elevados. Quem não se preocupar com a maneira como os clientes chegam até a marca, como eles se comportam e o que é determinante na decisão de compra, acabará ficando a margem do esquecimento.

Agora, sua empresa precisa gerar conteúdo, educar os clientes, relacionar-se diretamente com eles, entender o que buscam e tentar acabar com suas “dores”. Para isso, podemos usar uma série de canais e possibilidades, como as redes sociais, sites, e-mail, entre outros.

Veja agora como o processo de compra foi alterado pelo novo marketing!

Novo marketing e vendas, o que mudou?

 

Até alguns anos atrás, se alguém queria comprar uma bicicleta, precisava se deslocar até uma loja, pedir ao vendedor quais os melhores modelos e então, decidia o que queria. Hoje tudo mudou. O vendedor não é mais fundamental no início do processo de compra, pois as pessoas buscam informações sobre determinado produto na internet. Quando decidem pela compra, já sabem o modelo e a faixa de preço.

Ou seja, a decisão de compra acontece sem que a sua empresa possa estar tendo qualquer influência. Aqui que se torna fundamental o processo de inbound marketing, com interação e conteúdo relevante.

Isso alterou diretamente a forma como as pessoas compram e principalmente, como as empresas vendem. Quem não mudar esta abordagem, estará fadado ao esquecimento! Cada vez mais, as pessoas querem se sentir próximas das marcas e a fidelização, passa por este processo.

Desde o início da interação, até o pós-venda, precisa estar entrelaçado por uma estratégia de inbound marketing. Para tornar este conceito mais palpável, imagine o seguinte: você está procurando uma camisa para determinada ocasião. Uma marca, tem propagandas genéricas, com questões amplas, modelos que servem para diversos perfis, mas que não tem uma pegada mais pessoal. Seu preço é X.

Já outra marca, além de um produto mais pessoal, tem uma estratégia de atração mais bem delimitada, com conteúdo e design mais específico para seu público alvo. Além de ter uma imagem melhor, você encontra nas redes sociais e site da marca, dicas de como e quando usar estas roupas, de como combinar e de como preservá-las por mais tempo. Seu preço é X+5.

Apesar de ser mais cara, a segunda opção vende mais e tem clientes muito mais fiéis. Isso tudo, por que a interação da marca é mais natural e pessoal. Os clientes não se sentem invadidos e temos resultados muito mais efetivos. O preço acaba sendo secundário!

Perceba que o novo marketing é fruto de um novo comportamento do consumidor e não é apenas uma tendência. Ele é uma realidade, cada vez mais presente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *